segunda-feira, 19 de março de 2012

Viagem pela Costa Vicentina - 01 a 10 de Março de 2012


Decidimos fazer mais uma viagem, desta vez através da Costa Vicentina a partir de Sines, para dar continuidade à viagem que tínhamos feito em Setembro de 2011, em que descemos pelo litoral até à Lagoa de Santo André.


 1º Dia: 2012-03-01 (Quinta-Feira)» Abrantes – Sines

 Após prepararmos a "Marinete" para mais esta "aventura", demos corda aos rolantes pelas onze horas e dezasseis minutos, em direção à área de serviço de Abrantes para abastecermos de água. 
Quando íamos para abastecer ficámos surpreendidos porque não havia água; entretanto os jardineiros do Município ao  aperceberem-se do ocorrido, informaram-nos que a torneira de segurança estava fechada porque uma das torneiras do bloco apresentava fuga por ter sido danificada.
Disseram-nos onde estava a torneira de segurança o que nos permitiu abastecer; resolvida esta questão partimos em direção a Montargil, onde almoçámos junto à barragem.
Terminado o almoço, seguimos com destino a Montemor-o-novo onde fomos visitar o castelo. A Mané entretanto regressou à Marinete porque estava com a sensação de estar com febre e eu continuei a visita. Quando estava a visitar a Igreja de São Tiago começou a chover, o que me obrigou a correr até à Marinete.
 A visita à Igreja custa um euro, mas vale a pena ser visitada: a primeira referência escrita à sua existência data de 1302 (sec. XIV), sofreu várias remodelações ao longo dos séculos e em 1845 ao ser extinta como sede de freguesia, deixou de estar aberta ao culto; teve desde então uma utilização museológica, sofreu escavações arqueológicas e em 2006 foi recuperada e transformada em centro de interpretação do Castelo.
Como continuava a chover tomámos o  destino de Alcácer do Sal onde merendámos; daí partimos em direção a Santiago de Cacém, à procura dum supermercado que não encontrámos.
A chuva continuava a cair tal como a noite e por isso não parámos, seguindo assim para Sines onde fizemos finalmente as compras e fomos estacionar já sem chuva, junto ao Parque de Campismo para pernoitar. 


2º Dia: 2012-03-02 (Sexta-Feira)» Sines - Vila Nova de Milfontes

Pela manhã levantámo-nos e após a higiene e pequeno almoço, partimos em direção a Porto Covo. Dentro de Sines tivemos algumas dificuldades, porque chegámos de noite e não percebemos bem a nossa localização; entretanto pedimos ajuda a um cidadão local, que nos orientou devidamente, conduzindo-nos de carro até nos levar a uma zona próxima do porto de pesca onde não tivemos qualquer dúvida para continuar viagem.
Visitámos a marginal, fizemos as fotos da praxe e continuámos sempre à beira-mar; quando o despertador tocou para a bucha da manhã, parámos já próximo de Porto Covo, num local muito bonito, onde comemos.
Continuámos, e à entrada de Porto Covo estavam estacionadas várias auto-caravanas de diversas nacionalidades, num local onde no verão estão colocadas barras  de limitação de altura, mas que nesta época do ano estão parcialmente retiradas.
Não parámos e fomos estacionar dentro da povoação para dar um passeio e tomar café; verificámos que todos os espaços à beira-mar estão com limitadores de altura.
Comprámos pão na padaria local, que era muito bom, e seguimos para a Ilha do Pessegueiro, onde almoçámos junto ao forte que fica em frente da referida ilha. 
Quando terminámos o almoço, tivemos que seguir pela estrada de terra batida com início no forte (porque a estrada que liga Porto Covo a Vila Nova de Milfontes está em reparação), até entrarmos mais adiante na referida estrada; foram cerca de quatro quilómetros em segunda, a ouvir os tachos a baterem, pelo que quando vimos o alcatrão foi um alívio.
Chegados a Vila Nova de Milfontes, fomos até à ponta do farol junto à foz do rio Mira; daqui tem-se uma vista magnífica sobre a Vila, a foz e o mar; aproveitei ainda para fazer algumas fotos às aves marinhas.
à semelhança do que aconteceu em Porto Covo, também aqui as limitações ao estacionamento de auto-caravanas estão omnipresentes, através de limitadores de altura e de legislação da autarquia de Odemira.
Decidimos procurar um local de pernoita e fomos por uma estrada que nos levou até próximo do porto de pesca, onde já estava uma auto-caravana francesa estacionada; decidimos aí estacionar e esperar pelo proprietário; quando este chegou, bateu-nos à porta  e disse-nos que se quiséssemos ficar não havia problema, pois já tinha validado com a GNR.
O local fica junto a um restaurante, onde tomámos café e ficámos a pernoitar a ouvir o mar.  


3º Dia: 2012-03-03 (Sábado)» Vila Nova de Milfontes - Azenhas do Mar

Dormimos embalados pelo som do mar e, pelas oito horas, ao soar o despertador, levantámo-nos e após os procedimentos matinais de rotina, partimos para o centr
o da vila; parámos junto ao mercado onde fomos às compras para o fim-de-semana; depois demos uma volta pela zona antiga até às onze horas.
Já na Marinete comemos e seguimos de novo para sul em direção à praia das furnas, praia grande em Almograve cujas vistas são magníficas, Cabo Sardão onde almoçámos junto ao farol e onde fotografei cegonhas nos ninhos bem como as vistas fantásticas.
Continuámos depois para a Zambujeira do Mar onde fotografei um casal de pintassilgos felizes no seu nam
oro; fomos ao monte do outro lado para ver a paisagem e onde as placas a proibir pernoitar continuam omnipresentes, pelo que tomámos de novo o caminho do sul, até à praia do Carvalhal, de que gostámos muito; para nosso espanto aqui não havia nenhum placard de proibição, e talvez por esse facto encontravam-se aí estacionadas cinco auto-caravanas, todas estrangeiras, incluindo a do  companheiro francês junto de quem tínhamos ficado na noite anterior.
Instalámo-nos, fui fazer umas fotos e quando regressei para merendar, liguei a televisão, mas naquele “buraco” não havia sinal; como queríamos ver o jogo de futebol entre o Vitória de Setúbal e o Sporting, decidimos levantar ancora e tomar como destino a aldeia de Azenhas do Mar onde ficámos numa nova área de urbanização ainda com muitos espaços por preencher. Aqui o sinal era bom e por isso propício aos nossos desejos. 


4º Dia: 2012-03-04 (Domingo)» Azenhas do Mar - Bordeira